8 informações essenciais sobre o exame toxicológico para motorista
O exame toxicológico para motorista foi instituído com o objetivo de deixar as estradas mais seguras. Por isso, ele é obrigatório para quem deseja obter ou renovar a Carteira Nacional de Habilitação em algumas categorias. No entanto, você sabe se é esse o seu caso? Você realmente precisa do exame toxicológico para motorista? Como ele […]
O exame toxicológico para motorista foi instituído com o objetivo de deixar as estradas mais seguras. Por isso, ele é obrigatório para quem deseja obter ou renovar a Carteira Nacional de Habilitação em algumas categorias. No entanto, você sabe se é esse o seu caso? Você realmente precisa do exame toxicológico para motorista? Como ele funciona? E onde fazer? Leia atentamente até o final para tirar todas as suas dúvidas!

1.      Quem deve fazer o exame

Afinal de contas, desde quando existe o exame toxicológico para motorista? Pois bem, ele foi instituído pela Lei Nº 13.103, de 2 de março de 2015, a qual dispõe sobre o exercício da profissão de motorista. Este exame é obrigatório para quem tem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias C, D e E. Dessa forma, é requisitado tanto para quem deseja tirar a carteira quanto para quem quer renovar a sua. Além disso, ele é exigido também pelo Ministério do Trabalho, com o CAGED e pelo eSocial. Neste sentido, a finalidade da lei é buscar evitar o índice de acidentes de trânsito, fazendo com que as estradas sejam mais seguras.

2.      O que é o exame toxicológico para motorista

O exame toxicológico para motorista também é conhecido como Exame Toxicológico de Larga Janela de Detecção. A partir dele, é possível detectar o uso de uma série de substâncias pelo motorista. Este exame armazena por mais tempo este tipo de informação, sendo mais amplo do que a saliva ou a urina, por exemplo. Por isso ele é requisitado e tornou-se obrigatório.

3.      Como ele é feito

exame toxicológico para motorista Engana-se quem pensa que é complicado realizar o exame toxicológico para motorista. Pelo contrário, aliás, uma vez que isto é bem simples. Não é por menos que ele também é conhecido como “Exame Toxicológico de Cabelo”. Em primeiro lugar, saiba que serão retiradas amostras de pele, cabelo ou unha – por isso o nome popular. Inclusive, no caso das unhas, são retiradas apenas caso a alopecia (careca) seja comprovada por declaração de um médico. Esta técnica não é nada invasiva e é completamente indolor. Além disso, para fazer o exame você não precisa realizar nenhum tipo de preparação prévia. Basta ir ao laboratório e realizá-lo. A partir da amostra então, será feita uma análise do material, o que irá culminar no resultado final. É possível contestar o resultado final, pedindo uma contraprova.

4.      Qual a validade do exame toxicológico para motorista

Existe uma validade do exame toxicológico para motorista, a qual você deve respeitar para renovar ou obter a sua CNH. Neste caso, a validade considerada é a de 90 dias, que é o mesmo período da janela de detecção, como veremos mais à frente. Por outro lado, se a sua intenção é inserir o resultado no CAGED ou no eSocial, o prazo é outro. Neste caso, é menor, de apenas 60 dias.

5.      Preciso fazer o exame mesmo sem atividade remunerada?

Uma dúvida muito comum é relacionada a quem não exerce qualquer tipo de atividade remunerada. Mesmo assim, é necessário realizar o exame toxicológico para motorista para renovar a carteira de habilitação? Na verdade, a resposta é positiva. Ou seja, independentemente do fato de você realizar ou não qualquer tipo de trabalho, o exame toxicológico é obrigatório e deve ser feito.

6.      Quais drogas são detectadas

exame toxicológico para motorista Como mencionei anteriormente, o exame toxicológico de motorista permite a detecção de algumas substâncias. Entre elas, estão drogas ilícitas e que podem causar acidentes no trânsito. Pois bem, saiba que o exame detecta anfetamina, heroína, cocaína, ecstazy, maconha, opiáceos, morfina, mazindol e metanfetamina. De forma adicional, também detecta derivados de drogas como o crack, o rebite, o skunk, o speed, entre outros. Este exame toxicológico de larga janela para motorista tem uma janela de detecção média de 90 dias a partir de uma amostra de cabelo ou 180 dias de amostra de unha. Ou seja, ele consegue detectar as drogas que foram consumidas de 3 a 6 meses, em geral.

7.      Álcool, cigarro e remédios controlados são detectados?

Agora, uma dúvida muito comum é se elementos como álcool, tabaco e medicamentos controlados são detectados no exame toxicológico de larga janela de detecção. E, neste caso, a resposta é que depende. Isto porque o exame que o DENATRAN exige não requer o teste de álcool ou cigarro. Por outro lado, alguns medicamentos de uso controlado podem sim serem detectados, por terem como base alguma das drogas elencadas no item acima. Portanto, caso você utilize algum medicamento com uma destas substâncias proibidas, o indicado é entrar em contato previamente com o laboratório. Neste caso, envie uma cópia da prescrição médica. Faça o mesmo caso tenha realizado alguma cirurgia recentemente.

8.      Onde realizar o exame toxicológico

Por fim, onde o exame toxicológico para motorista é realizado? Saiba, então, que existem laboratórios específicos para isso. No caso da Veiga Gestão Ocupacional, realizamos os exames para motoristas a partir da coleta do material in loco ou na clínica. Além disso, temos o prazo de entrega mais rápido do mercado, de apenas 3 dias úteis. Para conhecer mais sobre os nossos serviços, clique aqui e entre em contato!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *