Descubra como ter uma gestão ocupacional bem-sucedida
Realizar uma gestão ocupacional eficiente e que atenda a todos os objetivos propostos não é uma tarefa fácil. Você está interessado em aplicar da melhor forma os conceitos e técnicas que fazem parte desse conceito? Descubra como ter uma gestão ocupacional bem-sucedida neste post! O que é gestão ocupacional? A gestão ocupacional é a área […]
Realizar uma gestão ocupacional eficiente e que atenda a todos os objetivos propostos não é uma tarefa fácil. Você está interessado em aplicar da melhor forma os conceitos e técnicas que fazem parte desse conceito? Descubra como ter uma gestão ocupacional bem-sucedida neste post!

O que é gestão ocupacional?

A gestão ocupacional é a área responsável por realizar a identificação do impacto do ambiente de trabalho na saúde dos funcionários. Para isso, recorre à medicina do trabalho e segurança do trabalho O principal objetivo da gestão ocupacional é evitar que qualquer tipo de risco do local impacte de forma negativa na vida dos trabalhadores, principalmente em ocupações em que acidentes são frequentes. Ao investir nessa área, é possível prevenir diversos tipos de problemas, entre eles transtornos para empregados e família, além de custos extras.

O que é medicina do trabalho?

A medicina do trabalho é o segmento da medicina que atua na análise e prevenção de doenças e/ou acidentes no local de trabalho. Para isso, conta com profissionais de diversas áreas para promover o diagnóstico, tratamento e acompanhamento médico de funcionários. Seu objetivo é garantir que o ambiente não interfira no bem estar do empregado, contando com acompanhamento do quadro de saúde do indivíduo melhorar a sua qualidade de vida

O que é segurança do trabalho?

A segurança do trabalho é a área, que em conjunto com a medicina do trabalho, fornece a proteção necessária para o funcionário em sua rotina na organização. Para isso, conta com diversas normas e legislações para prover a segurança a partir do que está previsto por lei. Assim, previne acidentes e garante a integridade de toda a equipe, seja por meio de treinamentos para a realização das atividades, ou da aplicação de equipamentos que protegem, como capacetes e luvas.

Como ter uma gestão ocupacional de sucesso?

É fundamental que qualquer empresa que tenha interesse em investir em gestão ocupacional, tenha consciência que há 3 principais níveis de gerência:
  • Global;
  • Geral;
  • Específico.
Cada nível possibilita que seja realizado um mapa dos riscos do ambiente, além da análise completa para a minimização de seus efeitos, inclusive econômicos. Uma vez que há dados suficientes para a análise, é essencial definir indicadores de gestão para possibilitar que a tomada de decisões seja estratégica e precisa.

Etapas para aplicar a gestão ocupacional

Considerando que independente do segmento da empresa e quantidade de funcionários, é preciso um planejamento bem definido, é possível basear-se em 3 etapas fundamentais que serão as responsáveis pelos resultados na corporação. Confira a seguir cada uma delas.

É preciso avaliar a qualidade de vida dos funcionários

  O primeiro passo para identificar o que deve ser melhorado, é analisar o ambiente corporativo. Um local de trabalho adequado deve ser saudável e prover todos os recursos necessários para que o funcionário exerça suas funções de forma segura e ideal. Por essa razão, é preciso atentar-se a barulhos, exposição a riscos, móveis inadequados e qualquer outro fator que possa afetar a produtividade. Por meio de exames admissionais e periódicos, é possível construir o histórico do trabalhador e identificar qualquer alteração ainda no início, aumentando as chances do diagnóstico precoce e cura de doenças.

É preciso analisar indicadores

  Além da saúde e qualidade de vida dos trabalhadores, uma gestão ocupacional de sucesso baseia-se em indicadores de produtividade para medir diversos parâmetros, como:
  • Acidentes de trabalho;
  • Satisfação profissional;
  • Qualidade de vida;
  • Quantidade de funcionários afastados;
  • Quantidade de demissões.
  Cada uma dessas informações possibilita que tanto o gestor quanto a empresa possam acompanhar a situação de toda a corporação. Assim, é possível melhorar indicadores e recorrer a medidas para diminuir acidentes ou aspectos negativos.

É preciso investir em tecnologia

  A expansão da tecnologia tornou possível que diferentes segmentos empresariais pudessem automatizar processos e auxiliar a empresa a otimizar seus resultados. Ao investir em tecnologia, é possível não apenas tornar tarefas trabalhosas e complexas automáticas, como também padronizar processos Uma corporação que utiliza softwares de gestão ocupacional pode reunir tanto informações de saúde quanto de segurança do trabalho em um só lugar. Na Veiga Gestão contamos com tecnologia de ponta para fornecer proteção para a sua empresa e funcionários com ótimo custo-benefício.

Conclusão

A empresa que quer melhorar a produtividade e os resultados entregues precisa entender a importância de uma gestão ocupacional realizada da forma correta. Quando há uma definição clara dos processos e dos indicadores, além de um monitoramento da saúde dos funcionários, é possível facilitar a identificação de problemas e prevenir acidentes ou problemas de saúde. Por meio da realização de exames e laudos médicos, na Veiga Gestão possibilitamos que seus indicadores sejam analisados com precisão e organização. Invista em uma equipe especializada e experiente em gestão ocupacional. Entre em contato conosco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *