Como funciona a medicina do trabalho?
Toda organização deve garantir o bem estar de empregados e colaboradores. São inúmeras as medidas preventivas que podem ser tomadas para manter a saúde física e mental durante a jornada laboral. Mas você sabe como funciona a medicina do trabalho? Conheça mais sobre o assunto a seguir! O que é medicina do trabalho? A medicina […]
Toda organização deve garantir o bem estar de empregados e colaboradores. São inúmeras as medidas preventivas que podem ser tomadas para manter a saúde física e mental durante a jornada laboral. Mas você sabe como funciona a medicina do trabalho? Conheça mais sobre o assunto a seguir!

O que é medicina do trabalho?

A medicina do trabalho, também chamada de medicina ocupacional, é uma especialidade responsável por cuidar da saúde física e mental dos trabalhadores. Assim, por meio de medidas preventivas, evita que doenças ou acidentes ocorram durante a jornada diária. Em conjunto com a segurança do trabalho, garante a integridade dos empregados de acordo com a legislação. Todas as leis e normas previstas em lei fazem parte da CLT (Consolidação das Leis de Trabalho), Capítulo V da Lei nº 6.514/1977. Vale lembrar que tanto empregadores quanto empregados devem cumprir o que está disposto legalmente, uma vez que são práticas obrigatórias em organizações públicas e particulares.

Por que investir em medicina do trabalho?

A medicina do trabalho é a área responsável pela higiene, segurança, organização e bem estar no ambiente laboral, evitando impactos negativos na vida dos membros da empresa. Qualquer tipo de enfermidade ou afastamento gera prejuízos, e até mesmo multas, que impactam diretamente no lucro da empresa.  Investir nessa especialidade é a melhor forma de evitar transtornos e gastos desnecessários. Assim, por meio de NRs (Normas Regulamentadoras) todos os fatores que podem afetar a vida dos funcionários são readequados para evitar riscos e danos. A medicina abrange:
  • Prevenção de acidentes;
  • Prevenção de doenças ocupacionais;
  • Mitigação de danos e riscos à saúde;
  • Proteção individual e coletiva;
  • Acompanhamento da saúde dos trabalhadores;
  • Diagnóstico de doenças;
  • Cuidados com trabalhadores.
Também é importante lembrar que todas as políticas como CLT, NRs e convenções da OIT (Organização Internacional do Trabalho) devem ser seguidas à risca independente do segmento da empresa.

Doenças e acidentes que a medicina ocupacional lida

São inúmeras as doenças e acidentes que podem ser evitados quando há o seguimento das orientações da medicina ocupacional, como:
  • Cortes;
  • Fraturas;
  • Quedas;
  • Amputações;
  • Estresse;
  • Ansiedade;
  • Depressão;
  • Alergias;
  • Enxaqueca.
Funcionários expostos a atividades insalubres e com tarefas arriscadas possuem mais chances de serem acometidos por essas enfermidades. Para assegurar que os empregados sejam amparados e avaliados corretamente, é preciso que haja uma equipe completa com médicos, enfermeiros, engenheiros e técnicos especializados. 

O que é telemedicina?

Parte importante da medicina do trabalho, a telemedicina está relacionada à realização de exames ocupacionais e emissão de laudos médicos. Assim, por meio de equipamentos, máquinas e aparelhos de alta qualidade, geram resultados precisos e seguros. Atualmente é possível fazer laudos pessoalmente ou à distância, trazendo maior comodidade a empregados e empregadores.
Exames ocupacionais
Os exames ocupacionais são aqueles que avaliam a saúde dos trabalhadores sempre que necessário. Seu principal objetivo é avaliar o histórico médico do trabalhador e verificar se as suas condições de saúde são compatíveis com os requisitos para exercer a função. Há diversos tipos de exames, como:
  • Admissional, que é realizado antes da contratação;
  • Periódico, que objetiva acompanhar a saúde dos trabalhadores constantemente;
  • De mudança de função, que é necessário quando as atividades são diferentes;
  • De retorno de trabalho, que é relativa à ausência do empregado por no mínimo 30 dias;
  • Demissional, que é realizado quando o contrato é encerrado.
Para a realização de parte desses exames é preciso usar equipamentos, como:
  • Eletrocardiograma;
  • Espirometria;
  • Eletroencefalograma.
Conheça a seguir alguns desses aparelhos com mais detalhes.
Eletrocardiograma
É o aparelho usado para avaliar o funcionamento cardíaco, registrando as atividades elétricas graficamente.
Espirometria
É o equipamento utilizado para avaliar o funcionamento dos pulmões, realizando a análise da capacidade respiratória.
Eletroencefalograma
É o equipamento utilizado para avaliar o funcionamento cerebral, utilizando gráficos para registrar as atividades elétricas.

O que é segurança do trabalho?

Previsto em lei, a segurança do trabalho é a área responsável por garantir que os trabalhadores possuam condições adequadas para exercer suas atividades laborais sem afetar a sua saúde mental ou física. Para isso, são aplicadas:
  • Normas Regulamentadoras (NRs);
  • Políticas;
  • Leis;
  • Medidas Preventivas.
Além disso, é importante lembrar que tanto empregadores quanto empregados devem seguir adequadamente as orientações previstas.

Por que investir em segurança do trabalho?

Porque, em conjunto com a medicina ocupacional, a segurança do trabalho é o melhor caminho para evitar acidentes, doenças e quaisquer causas de transtornos e mal estar. Toda organização que cuida do bem estar dos seus colaboradores evita prejuízos financeiros e burocráticos, aspectos que podem comprometer completamente qualquer negócio. Ao treinar funcionários, fornecer todos os recursos necessários para a sua proteção e manter um ambiente que promova a saúde e o bem estar, tanto empregados quanto a empresa adquirem diversos benefícios, entre eles o aumento da motivação.

Diferença entre medicina e segurança do trabalho

Enquanto a medicina ocupacional está relacionada à forma como o ambiente de trabalho e as atividades exercidas pelo usuário afetam sua saúde, a segurança do trabalho está relacionada à tomada de medidas para garantir a integridade dos empregados.  Ambas as áreas atuam em conjunto para prevenir em todos os aspectos qualquer tipo de causa de mal estar. A segurança usa como meios de prevenção equipamentos (EPIs) como botas, luvas e capacetes. Já a medicina faz o acompanhamento por meio de exames laborais e tratamentos médicos.

Conclusão

É obrigação da organização garantir que o ambiente de trabalho seja adequado para a realização das funções diárias. Além de evitar gastos e imprevistos, manter medidas de prevenção possibilitam que haja uma maior produtividade e segurança. Por essa razão, tanto a medicina quanto a segurança do trabalho precisam ser aplicadas em instituições públicas e privadas de acordo com a legislação trabalhista. Se você busca uma equipe de gestão ocupacional experiente e especializada para a sua empresa, entre em contato com a Veiga Gestão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *